sábado, 4 de junho de 2011

Novo sistema aproxima escritores e leitores para escolher o que vai ser publicado

Autores e leitores decidem as ideias sem precisar de intermediários.

Por Kao ‘Cyber’ Tokio

Todo escritor novato reclama, não sem razão, que não tem espaço para publicar seus trabalhos. Salvo exceções como as de Amanda Hocking, que já vendeu meio milhão de livros no Kindle, é difícil conseguir publicar e fazer seu trabalho chegar até o leitor.

Mas isso deve mudar com a chegada do Unbound, plataforma que promete ser canal de contato entre escritores e leitores. A ideia é simples: o escritor disponibiliza a premissa de sua futura obra no site e acompanha as manifestações de interesse. Uma vez atingido o número mínimo de interessados, o autor recebe a autorização para dar continuidade ao trabalho. Sem intermediários ou marqueteiros.

Há muitas formas de dar apoio aos autores e cada tipo de apoio dá direito a recompensas diferentes e melhores, informa o site do projeto, que apresenta a oportunidade de ter seu nome citado na capa do livro ou acompanhar o autor no dia do lançamento.

A página também mostra o ranking de apoios obtidos pelos candidatos. Terry Jones, por exemplo, famoso ator integrante do anárquico grupo britânico Monty Pithon, está há 46 dias no páreo e já tem 3% do total necessário para produzir seu texto sobre máquinas domésticas vingativas, como telefones e aspiradores do mal(!).

A plataforma surgiu a partir do anseio de três escritores, John Mitchinson, Justin Pollard e Dan Kieran, para testar novos modelos de publicação, informa nota da Wired. “Há uma grande quantidade de livros que não temos a oportunidade de ler. O Unbound democratiza o processo de investimento no livro, permitindo que autores e leitores decidirem o que deve ou não publicado”, dizem os criadores.

Um divertido vídeo resume a ideia da plataforma e pode ser acessado através do atalho youtu.be/de9CQA7G6vk.

Nenhum comentário:

Postar um comentário