domingo, 5 de junho de 2011

Estudo da CVA Solutions revela que mais de 70% dos brasileiros ... - Portal Nacional de Seguros

Mesmo estudo com televisores aponta que o crescimento do setor virá dos modelos 3D e SmartTVNovo estudo da CVA Solutions com 7.100 proprietários de computadores pessoais de todo o Brasil revela que 74,7% dos usuários de desktop desejam mudar de marca. No caso dos portáteis, o desejo de mudança chega a 63,6%. A Apple é a marca mais bem avaliada em Valor Percebido pelos usuários e a Dell em Atratividade Líquida da marca perante usuários e não usuários.  “As empresas precisam ficar atentas aos atributos considerados fundamentais pelos consumidores como durabilidade e custo, não apenas do equipamento, mas também de conserto. Algumas marcas estão deixando isso de lado e estão pagando caro”, avalia Sandro Cimatti, sócio diretor da CVA Solutions, empresa de pesquisa de mercado e consultoria, subsidiária da norte-americana CVM Inc. e que completa em 2011 dez anos no Brasil.O estudo da CVA com proprietários de todo o Brasil de computadores e televisores foi realizado pelo segundo ano consecutivo. A pesquisa da CVA tem por objetivo entender a estrutura de Valor Percebido (custo-benefício percebido) no mercado, a partir do ponto de vista do usuário. Além de medir a posição competitiva dos principais fabricantes de computadores e televisores e diagnosticar possibilidades de criação de vantagem competitiva sustentável.Os computadores portáteis vêm demonstrando um crescimento em relação ao ano passado, quando o estudo da CVA mostrou que 32% dos equipamentos domésticos eram desse tipo. Em 2011, esse índice subiu para 40,4%, englobando os modelos notebook (36,8%), netbook (3,3%) e tablet (0,3%). Os desktops ainda são maioria dentro dos lares brasileiros, mas isso está mudando como demonstra o estudo: no ano passado, 68% dos computadores domésticos eram desktop; em 2011 são 59,6%.A Apple tem o melhor Valor Percebido (que é o custo-benefício percebido pelo cliente), 1,13, em desktop em razão do benefício oferecido aos consumidores. Em segundo lugar aparece a montagem própria com Valor Percebido de 1,09, seguida pela Sony com 1,08 e pela Dell, com 1,06.Em portáteis, a Apple e a Lenovo estão empatadas com Valor Percebido de 1,07. A Apple, por seu excelente benefício, e a Lenovo por seu bom custo e bom benefício. A Sony e a Compaq, ambas avaliadas com bom custo e bom benefício, dividem a segunda colocação com um Valor Percebido de 1,05,  deslocando para a terceira posição a Samsung que ficou com 1,04.Nota Alta entre 23 Setores da EconomiaO segmento de computadores conquistou uma nota de Valor Percebido de 8,17 (em uma escala de 1 a 10) entre 23 setores da economia pesquisados pela CVA. A posição é melhor do que a dos Aparelhos Celulares, Bancos, Telefonia Celular e Planos de Saúde, mas é inferior a dos eletrodomésticos,  relação comercial com varejistas, veículos pesados, aparelhos de TV, laboratórios de análise clínicas e cosméticos. O Valor Percebido para os setores pesquisados pela CVA se baseia na nota de custo-benefício percebido, e tem como melhor segmento o de Eletrodomésticos com nota 9,28 e o pior o de Planos de Saúde, com 6,39.A marca considerada a melhor por 4.228 entrevistados (clientes ou não clientes) que possuem desktop é a Dell. Seu índice de atratividade líquida (atração menos rejeição) é de 15,6%. Já a HP apresenta um índice de atratividade líquida de 9,6%, seguida da Apple com 7,1%. Considerada a  pior marca, a CCE tem índice de -11,4%. A marca Positivo também enfrenta  rejeição, com -2,1%.  Entre os computadores portáteis, a melhor marca é também a Dell com índice de atratividade líquida de 19,3%, seguida pela HP com 13,4% e pela Sony, 12,3%. CCE e Positivo apresentam rejeição em portáteis, com índices de -11,8% e -4,7%, respectivamente. O Ranking de Força da Marca (atratividade líquida) em 2011 é o seguinte:Quando indagados sobre a probabilidade de indicar a marca do seu próprio computador a um amigo ou familiar, 78,3% daqueles que possuem Apple responderam que indicariam a marca Apple para desktop e 75,5% para portáveis. Entre os computadores desktop, o segundo com maior indicação é da marca Dell (62,3%). Já para os portáveis, a segunda marca mais indicada é a Sony (71,3%), seguida da Lenovo (59,2%) e da Dell (56,3%). Ao analisar a intenção de compra do próximo computador, o estudo mostra que entre os que possuem desktop, a recompra da mesma marca atual é maior entre os usuários da Apple (66,7% dos atuais usuários da Apple recomprariam a marca Apple), 58,1% no caso da Dell e 49,7% na HP. As três principais razões para a compra de um computador Apple foram: reputação do fabricante (75%), experiência anterior com a marca (60%) e performance/velocidade (55%). Entre os entrevistados que possuem computadores portáteis o índice de  recompra chegou a 81,1% para a Apple, seguida da Sony com 66,1% e Dell com 55,4%. As três principais razões apontadas para a escolha da Apple foram: experiência anterior com a marca (71%), performance/velocidade (60%) e estética/design (31%). Sony apresenta a maior força de marcaO estudo da CVA Solutions mostra que o segmento de televisores conquistou uma nota alta de Valor Percebido de 8,30 (em uma escala de 1 a 10) entre 23 setores da economia pesquisados pela CVA. Esse índice garante o quinto lugar no ranking, que tem como melhor segmento o de Eletrodomésticos (9,28) e o pior o de Planos de Saúde (6,39).Os 7 mil entrevistados pelo estudo em todo o Brasil consideram a Sony a melhor marca do mercado. Seu índice de atratividade líquida é de 20,3% para televisores Tubo e de 26,9% para os aparelhos Flat. Em televisores tubo a segunda colocada é a Philips com atratividade líquida de 16,2% e, a terceira, a Semp Toshiba (STI) com 16,0%. Para os televisores tipo Flat, a Samsung aparece em segundo lugar com índice de 19,4%. Em terceiro está a LG com 16,2%. De acordo com o estudo, 45,4% dos entrevistados possuem um aparelho do tipo Flat (LCD, LED, Plasma e 3D), contra 31% verificados em 2010. Ou seja, a maior aquisição dos modelos Flat faz com que a presença dos modelos Tubo esteja caindo: no ano passado eram 69% os proprietários desse tipo de televisor e em 2011 o índice é de 54,6%. “A próxima fronteira para o crescimento do mercado de televisores será o caminho em direção à TV 3D e à Smart TV, cuja premissa é a interatividade. As empresas, no entanto, terão que melhorar seus custos para aumentar sua participação no mercado”, adianta Sandro Cimatti.O melhor Valor Percebido (relação custo-benefício percebido pelos clientes) das televisões Tubo é da Sony com 1,04 seguida pela Semp Toshiba com 1,03 e LG com 1,02. Já entre os televisores Flat a Sony está à frente com 1,03; em segundo a H-Buster com 1,02 e, em terceiro, a Panasonic com 1,01.A Sony domina a preferência de clientes e não clientes, de acordo com o estudo da CVA. No segmento de televisores Tubo seu índice de atratividade líquida é de 20,3%, seguido da Philips 16,2% e da Semp Toshiba 16,0%. Para os televisores Flat a Sony registra índice de atratividade ainda maior de 26,9%. Em segundo, aparece a Samsung 19,4% e, em terceiro, a LG com 16,2%.A marca Sony é a mais bem avaliada para todo o segmento de eletrônicos. Em segundo lugar na preferência dos pesquisados está a Samsung, seguida da LG.O estudo revela ainda que 68,6% dos entrevistados que possuem televisor Tubo desejam mudar de marca e 51,6% dos que têm TV Flat também querem adquirir uma marca diferente da que possui. Quando indagados sobre qual televisor escolheriam no futuro, para os televisores Flat o índice de recompra da mesma marca entre quem possui a marca Sony alcança 78,6%, Samsung 51,1% e LG 48%.A CVA Solutions (Customer Value Added) comemora em 2011 dez anos no mercado brasileiro e 15 anos nos Estados Unidos. A empresa é uma subsidiária da CVM Inc., empresa criada nos Estados Unidos, em 1996, pelo engenheiro Ray Kordupleski. A CVM Inc. conta com seis escritórios associados em todo o mundo e atende a mais de 30 corporações internacionais. No Brasil, a CVA Solutions atende a empresas como Heineken, Whirlpool, Comgás, Porto Seguro, Amil, Sul América, Fleury Medicina Diagnóstica, Dasa, Claro, Oi, International Paper, Daimler Chrysler, Philips, Colgate, Hotéis Atlântica, Banco Santander, Bradesco, HSBC e Itaú-Unibanco.A CVA Solutions é uma empresa especializada em ajudar seus clientes a criar vantagem competitiva sustentável, através da melhora do Valor Percebido em toda a cadeia de valor. A empresa pesquisa, analisa e indica os caminhos que levarão ao aumento do market-share e da rentabilidade do cliente.O trabalho baseia-se na metodologia criada por Ray Kordupleski, capaz de medir e gerenciar diversos atributos de valor presentes no processo de decisão de compra e experiência de consumo de qualquer tipo de produto ou serviço. Desta forma, além de medir os atributos de valor e identificar aqueles que têm o maior impacto, do ponto de vista do cliente, também se promove uma integração entre as medidas de valor percebido pelo cliente e os processos internos da empresa, possibilitando um gerenciamento mais eficaz.Mais informações no site www.cvasolutions.comComentarios (0)Add Comment
busy Importante sobre fonte ou autoria..: O Segs atua como intermediário na divulgação de resumos de notícias (Clipping), matérias, artigos, entrevistas e opiniões. O conteúdo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informações advindas das fontes mencionadas, jamais caberá a responsabilidade pelo seu conteúdo ao www.segs.com.br, tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora. O Segs, jamais assumirá responsabilidade pelo teor, exatidão ou veracidade do conteúdo do material divulgado. pois trata-se de uma opinião do autor ou fonte. Em caso de controvérsia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietária do Segs e desde já renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs é uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. Para usar e saber mais, consulte os TERMOS E CONDIÇÕES DE USO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário