sexta-feira, 27 de maio de 2011

Pagamentos via celular estão chegando ao Brasil

Vivemos em uma realidade em que é cada vez mais comum substituirmos o dinheiro pelos cartões de débito e de crédito. Pouca gente ainda anda com cheque ou dinheiro no bolso. Mas isso pode mudar em breve, já que o futuro dos pagamentos em lojas, mercados e bares pode estar nos smartphones, e não mais nas carteiras.

No Brasil, o serviço já está próximo de ser implementado, e, ao que parece, a

tecnologia deverá ser a NFC, ou Near Field Communication, que chega aos smartphones por meio de um chip, já incluso nos modelos mais recentes.

Como funciona a NFC?
Esta comunicação pode ser feita tanto por um aparelho ativo quanto com um passivo, com um cartão ou uma etiqueta, ou mesmo na forma de pareamento entre aparelhos ativos, como acontece com o Bluetooth.

Um termo utilizado para esta nova forma de pagamento é “contactless payment” (em inglês, “pagamento sem contato”). Basicamente, um aparelho que possua o chip NFC é aproximado de outro aparelho, que seria o responsável por receber o pagamento – o equivalente às máquinas nas quais se inserem os cartões atualmente. O smartphone deve possuir um aplicativo que identificará o sinal e conferirá os dados de pagamento (do cartão de crédito, por exemplo), previamente configurados pelo usuário.

Como a comunicação entre os aparelhos é feita em uma distância inferior a 10 centímetros, a segurança é garantida e acredita-se que interceptações dos sinais sejam praticamente nulas.
Além de pagamentos, a NFC permite a compra de passagens de ônibus, metrôs e trens, por exemplo.

Qualquer aparelho pode usar esta tecnologia?

Apesar de ser o responsável pela tecnologia, o chip NFC é ainda um limitante para a popularização desta forma de pagamento, já que famosos – e queridos – aparelhos como o iPhone 4, da Apple, o Galaxy S, da Samsung ou o Droid/Milestone, da Motorola, ainda não o possuem. A Nokia é uma das precursoras na área, com aparelhos antigos – e até mesmo descontinuados – que possuem o chip.
Já o Samsung Nexus S, conhecido como Google Phone, já possui o tal chip, e a tecnologia de pagamentos está presente na mais recente versão do seu sistema operacional, o Android Gingerbread 2.3.3. Além da Google, a Microsoft também acredita na tecnologia, e espera-se que as próximas atualizações do Windows Phone 7 também possibilitem pagamentos via NFC.

Quanto aos outros gigantes da telefonia móvel, surgem diversos rumores, mas ainda não há nenhuma certeza se, ou quando, eles terão a tecnologia NFC. Contudo, pesquisas indicam que, em 2011, os smartphones com o chip NFC já representarão cerca de 28% do total de aparelhos nos mundo, informa o site IP News.

As empresas e a popularização dos pagamentos via celular
Diversos esforços estão sendo feitos no sentido de incentivar esse tipo de transação. Uma iniciativa recente da Visa nos Estados Unidos tentou tornar a ideia de pagamentos via celular mais viva na cabeça dos consumidores. A empresa se uniu à Gap, fornecendo descontos exclusivos nas lojas da marca por meio de um código especial que os clientes recebem via SMS no celular. Bastava que eles mostrassem o código ao atendente, e o desconto era dado automaticamente, conta o site Fast Company.

A Google também firmou nos Estados Unidos uma parceria com a MasterCard e o Citigroup para fazer com que a feature do Android Gingerbread 2.3.3 – que já possui suporte à tecnologia de comunicação de curta distância – possa ser utilizada pelos usuários, oferecendo uma forma de pagamento bastante segura, já que é difícil existir uma brecha para o acesso de cybercriminosos.

Em países da Europa é possível realizar pagamentos com os celulares com o sistema NFC da MasterCard, o PayPass, e o payWave, da Visa. No Japão, compra-se passagens do metrô e pagamentos em muitas lojas são realizados apenas com a aproximação do aparelho de um leitor especial.
E quando teremos novidades para estes lados?

No Brasil, este tipo de transação ainda deve demorar mais um pouco para existir, por conta do constante atraso da chegada de novas tecnologias no país, tanto da NFC quanto dos aparelhos compatíveis.
Em 2009, algumas empresas brasileiras já buscavam e testavam tecnologias para pagamentos via celular. Os bancos Bradesco e Banco do Brasil, as operadoras de telefonia móvel Vivo, Oi e Claro, além da Nokia e da Visa, estão entre elas.

Em 25 de agosto daquele ano, a Claro, a Visa, a Visanet, a Nokia, o Bradesco e o Banco do Brasil firmaram uma parceria para um período de testes com a tecnologia NFC, para apenas 70 usuários. Na época, poucos aparelhos possuíam o chip, e o aparelho escolhido para os testes foi o Nokia 6212. O projeto, porém, não vingou.

Mas não é apenas com a tecnologia de ponta da NFC que os pagamentos podem ser realizados pelo celular. A rede GSM também pode ser utilizada para que informações de pagamento e cobrança possam ser trocadas entre comprador, vendedor e provedor do serviço via SMS.

A Oi, por exemplo, já possui um serviço de pagamento via celular, o Oi Paggo, que funciona desta forma. A operadora garante que as transações através da rede GSM são seguras e todas as confirmações necessitam de senhas. Agora, porém, a Oi pretende ir além, com a utilização da tecnologia NFC para aprimorar seu sistema de pagamento, sem depender da troca de mensagens de texto.

De maneira semelhante ao serviço de pagamentos via SMS da Oi, a Vivo firmou uma parceria com o PayPal para oferecer algo deste tipo a seus clientes. Outra vantagem dessa interação para pagamentos é a possibilidade de inserir crédito nos aparelhos com um simples telefonema, interligando a operadora e o banco do cliente.

Em entrevista, a coordenadora do sistema PagSeguro, Joyce Simplício Boano, contou que o mercado brasileiro ainda está avaliando a necessidade e a viabilidade do uso da tecnologia NFC no país, já que existem outras soluções para compras mobile e a segurança nas transações online ainda é um tabu entre os consumidores. A maioria ainda tem medo de realizar compras via internet ou celular.

Joyce explica também que o sistema PagSeguro, apesar de não usar a NFC e não ter uma solução específica para mobile, já pode ser usado nas compras por celular em aparelhos com sistemas Android ou para iPhones, o que abrange 95% da base de clientes que realizam esse tipo de negociação. As pesquisas utilizadas pelo serviço também mostram que donos de aparelhos mais simples ou com outros sistemas não fazem parte do perfil destes consumidores. O PagSeguro também está integrado ao OiPaggo.

Mais detalhes sobre a tecnologia podem ser encontrados em páginas como o fórum de discussões NFC-Forum, criado pelo Nokia, Phillips e Sony.

Nenhum comentário:

Postar um comentário