quarta-feira, 11 de maio de 2011

Já existe camisinha com “Viagra”


Pesquisadores da empresa de biotecnologia Futura Medical, situada na Inglaterra, desenvolveram um preservativo que incorpora um composto eretogênico que ajuda os homens a manter uma melhor ereção durante o sexo, enquanto o usam o preservativo.

Ao aplicar o preservativo, uma dose farmacológica contida na ponta, entra em contato com o pênis. Isso aumenta o fluxo sanguíneo local, que por sua vez provoca um aumento no tamanho do pênis e também a duração da ereção.

Por enquanto o produto é chamado CSD500 e é projetado para ser usado por homens saudáveis. Conforme publicado pela BBC World, a empresa que distribuirá o produto em todo o mundo será a Reckitt Benckiser Group, que é responsável pela marca Durex.

Segundo explica o fabricante, os reguladores europeus estão prontos para aprovar o preservativo, o que significa que eles poderiam estar nas lojas ainda este ano. Nos Estados Unidos a FDA (U S Food and Drug Administration) também precisa aprovar o medicamento, assim como todos os órgãos reguladores de cada país. Não há previsão para sua chegada ao Brasil.

Depois de realizar vários experimentos com o produto, a empresa que desenvolveu o preservativo, informou que “uma proporção significativa de homens e mulheres consideraram que o CSD500 aumentou o tamanho do pênis e uma proporção significativa de mulheres relatou uma experiência sexual mais duradoura”.

O preservativo com “efeito Viagra” provavelmente terá um efeito colateral positivo. Na medida em que homens saudáveis o usarem para tentar melhorar sua performance sexual, o índice de gravidez indesejável, bem como doenças sexuais tenderá a diminuir.

No Brasil é comum que homens jovens, na plenitude do seu vigor sexual, usem medicamentos para melhorar e prolongar o efeito da ereção com vistas a impressionar suas parceiras. Infelizmente efeitos colaterais indesejáveis decorrentes deste tipo de uso são frequentes.


Este artigo foi útil?

Loading ... Loading ...10milhoes_468x60.gif

Nenhum comentário:

Postar um comentário