quarta-feira, 18 de maio de 2011

Copa de 2014 deverá ter apoio de “arbitragem eletrônica”


Copa de 2014 deverá ter apoio de “arbitragem eletrônica”Faltando três anos para iniciar o maior e mais importante evento esportivo do mundo, a FIFA, maioral do universo futebolístico, quer a casa, convidados e tudo que gira em torno do evento, pronto e funcionando redondo.

Antes da Copa do Mundo do Brasil em 2014, a organização estaria direcionando seus esforços para evitar os problemas enfrentados na África do Sul no ano passado, especialmente no que diz respeito ao cancelamento ou à validação dos gols, após as imagens televisivas colocarem em dúvida o julgamento dos árbitros.

Desta vez, a FIFA anunciou que a idéia é implantar sistemas de auxílio eletrônico relacionados com a detecção de gols chamados de  “nova geração”, um sistema tecnológico que poderá vir a ser aplicado na Copa do Mundo no Brasil. De acordo com o jornal inglês Telegraph, o órgão máximo do futebol está fazendo grandes esforços para que em 2012, se comece a implementar a tecnologia que permitiria aos juízes mais consistência nas suas decisões.

O cronograma da organização estabelece prazos sobre tudo relacionado aos testes requeridos pelo sistema e as empresas que pretendam candidatar-se a projetos de tecnologias aplicadas ao futebol. Elas têm um prazo que termina em 03 de junho para participar dos testes que a organização irá realizar. Segundo a FIFA, o objetivo é que o novo sistema seja implantado em julho do ano que vem, a tempo de prever qualquer falha antes do mundial de 2014.

Obviamente, tal tipo de arbitragem eletrônica não poderá ser colocada em prática nos campeonatos anuais regulares em curso no Brasil, sob pena de comprometer o êxito das numerosas fraudes que acontecem por aqui. Ou quem sabe, consigam convencer nosso povo ingênuo que o sistema é tão “seguro” e “inexpugnável” quanto a urna eletrônica usada nas seríssimos pleitos eleitorais tupiniquins.


Este artigo foi útil?

Loading ... Loading ...10milhoes_468x60.gif

Nenhum comentário:

Postar um comentário