quarta-feira, 11 de maio de 2011

Casamento Gay: Fotos e Vídeos


Há quem diga que para o amor não existe limites para o amor, ou melhor dizendo, não existem limites para o amor. E, atualmente, estamos vendo isso na prática. Como uma forma de justiça social e, principalmente, de respeito, o STF brasileiro votou a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Obviamente, a união entre pessoas do mesmo sexo já acontece a bastante tempo não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Porém, é importante lembrar que a mesma ainda não tem aprovação do Estado em diversos locais do mundo.

Antes de entrar nesse mérito em específico, é importante lembrar que existem algumas modalidades de casamento. Confira abaixo todas elas:

casamento aberto (ou liberal) – em que é permitido aos cônjuges ter outros parceiros sexuais por consentimento mútuocasamento branco ou celibatário – sem relações sexuaiscasamento arranjado – celebrado antes do envolvimento afetivo dos contraentes e normalmente combinado por terceiros (pais, irmãos, chefe do clã etc.)casamento civil – celebrado sob os princípios da legislação vigente em determinado Estado (nacional ou subnacional)casamento misto – entre pessoas de distinta origem (racial, religiosa, étnica etc.)casamento morganático – entre duas pessoas de estratos sociais diferentes no qual o cônjuge de posição considerada inferior não recebe os direitos normalmente atribuídos por lei (exemplo: entre um membro de uma casa real e uma mulher da baixa nobreza)casamento nuncupativo – realizado oralmente e sem as formalidades de praxecasamento putativo – contraído de boa-fé mas passível de anulação por motivos legaiscasamento religioso – celebrado perante uma autoridade religiosacasamento poligâmico – realizado entre um homem e várias mulheres (o termo também é usado coloquialmente para qualquer situação de união entre múltiplas pessoas)casamento poliândrico – realizado entre uma mulher e vários homens, ocorre em certas partes do himalaia.casamento homossexual ou casamento gay – realizado entre duas pessoas do mesmo sexo.casamento de conveniência – que é realizado primariamente por motivos económicos ou sociais

Grande arte da polêmica acerca do casamento gay está na própria constituição brasileira. Confira o trecho abaixo sobre a regulamentação do casamento.

Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.
§ 3º – Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.
§ 4º – Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.
§ 5º – Os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher.

O Parágrafo 3º é regulamentado pela lei 9.278/96, que define a união estável, a saber:

O  PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º É reconhecida como entidade familiar a convivência duradoura, pública e contínua, de um homem e uma mulher, estabelecida com objetivo de constituição de família.

A grande problemática tem sido justamente essa. Infelizmente, a constituição brasileira possui uma série de contradições e, até mesmo, falhas que por sua vez permitem um duplo entendimento do assunto. Mas independente de qual seja a interpretação, o que importa mesmo é saber que, por mais que muitos não valorizem, esse é um grande passo em busca de uma sociedade mais justa e igualitária.

Confira abaixo, um vídeo com uma história de amor entre gays que resultou em casamento.

Abaixo, confira fotos dessa união entre duas pessoas que se amam.


Este artigo foi útil?

Loading ... Loading ...10milhoes_468x60.gif

Nenhum comentário:

Postar um comentário